Viciados em linguagem

Padrão

Você é um “viciado em linguagem” ? Do tipo que só reconhece algo como sendo bom se for dito com a mesma estética, as mesma palavrinhas que você se acostumou a usar ? Se for, está muito próximo do tipo que gosta de, se não dizer, pelo menos pensar : “O mundo todo está errado porque simplesmente não conhecem a minha verdade”. Isso é sério.

Ansiedade

Padrão

Os políticos, líderes religiosos, publicitários, banqueiros, empresas de comunicação já entenderam o que você provavelmente ainda não: A ansiedade nos sequestra, nos cativa, emburrece e imobiliza. Ligue a TV, olhe a sua volta, repare no trabalho, reexamine-se e verá.

Conhecimento que importa

Padrão

“É assim para que entendam que o acesso aos conhecimentos mais valiosos não se dá através de nenhum outro caminho a não ser a partir de um coração simples, sem juízo de valores, exatamente pela via da consciência de sua ambiguidade.   Ainda que não saiba explicar com palavras difíceis, esse viverá as grandes verdades da existência de maneira simples e despretensiosa porque no fim das contas é assim que a vida deve ser: simples e natural. Quem compreende seu próprio caminho discerne, quem tenta complicar, vive correndo atrás do próprio rabo e nunca descansa.” (Livro Éden, pág. 182 ed cia dos livros)

Quem sabe que não sabe

Padrão

Quanto mais mecanicista for o olhar, daquele que elege dogmas em tudo e tenta criar sistemas que dêem ordem e lógicas rigidas e fixas à vida, achando que pode conter o incontível, mais empedrada a consciência que se fecha as infinitas possibilidades de perceber o mundo e a si mesmo como uma grande dádiva, inexplicável, mergulhada em mistérios e mesmo assim cheia de lições diárias acessíveis a todo o que simplesmente sabe que quase não sabe.

Enxergar-se

Padrão

Em cada dia, cada partida, cada chegada, cada encontro, cada porta na cara, cada “não”, cada dor, cada curva, cada diagnóstico, cada dificuldade, cada trauma, choque, encurralamento, desilusão, separação. Cada adeus, cada olá, cada mudança de percurso repentina, sem aviso, sem espera, de surpresa, cada novo cenário que recomeça com o nascer do sol, e aqueles que desaparecem com a chegada da lua, em tudo, acredite; há uma outra chance entre tantas que você sequer vê porque reclama demais, sem perceber como tudo converge em uma única direção: te fazer se calar, se enxergar e se curar. A cura vive em você.

Qual o caminho?

Padrão
Em duvidas sobre qual caminho seguir? Se o caminho – seja ele qual for – produzir crescimento e consciência em você, desenvolvendo sua percepção do todo e de si mesmo, vá. Caso contrário, ainda que pareça maravilhoso, não vá. Nada faz bem s…e não promover um olhar mais humano e um humano melhor. Quem pauta sua vida assim se harmoniza e, quem se harmoniza, percebe o mundo se harmonizando a sua volta. Simples assim.

Imagem X Interior

Padrão

Em tempo de valorização da imagem, onde os esteriótipos crescem e a eleição de símbolos ligados a “ética”, “moral” e “espiritualidade” estão em todos os lugares, corremos o risco de perdermos a dimensão das sutilezas,nos esquecendo que na subliminaridade das nossas almas é onde as verdadeiras doenças nascem, crescem e nos engolem. Cada um enxergue-se a si mesmo e faça sua propria auto avaliação.