Tempos de adesão

Padrão

Controla-se a linguagem, aprisionam-se as mentes, diminuindo-as, diminuindo-as, diminuindo-as, até que o pensamento livre seja uma afronta. Em tempos histéricos, pensar representa a pior heresia e os hereges devem ser punidos pelas santas inquisições das redes sociais. Não há espaço para contestações de nenhuma natureza: espera-se adesão. Cega, voluntária, subserviente.

Pra onde foi o menino da foto?

Padrão
Eu vejo o menino na foto e penso pra onde ele foi.
Está no mesmo lugar que o homem escrevendo acabou de ir. Às vezes ouço a vozinha dele.
Minha mãe, tão mais jovem na imagem, ainda é.
Ninguém deixou de existir. Nunca.
A vida é um eterno movimento pra dentro.
Na linha do tempo expressões históricas de quem temos sido naquele instante, mas o movimento do tempo sempre nos desloca, deixamos de ser pra fora (morte) e nos eternizamos pra dentro, onde o tempo é uma coisa só(vida). Os cenários ainda existem.
Todos que fomos, os que interagimos, as experiências que vivemos, dissolvidos no tempo e redirecionados para dentro, para aquilo que chamo de eu: A capsula em movimento carregando em tudo o que sou, todos que um dia fui.