Não cabemos

Padrão

O que mora na gente é sem palavras.
Cada memória alojada em algum lugar que não sabemos existir. De vez em quando se movimenta e provoca variação de luzes e sombras.
Usamos as palavras na tentativa de criar representações simbólicas, imagens que projetem para o lado de fora aquilo que do lado de dentro não tem formas, nem dimensões.
O que nos habita não cabe em frases, ou pensamentos, ou nenhum tipo de organização intelectual. Cada humano abriga um universo de experiências silenciosas e responde à elas em quase tudo o que faz.
Talvez por isso a constante sensação de que não cabemos em lugar nenhum.

Um comentário sobre “Não cabemos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s