Onde estava a beleza?

Padrão
Onde estava a música antes que o compositor percebesse? O que era antes de incorporar-se em tons, cifras, linguagens? Como acontece esse processo de manifestação da beleza que se projeta em sons, linguagens, afetos, expressões cotidianas de grandiosidade?
Dá uma olhadinha nesse vídeo.
A pianista respira, se aquieta e concentra por alguns segundos. Ela sente a música chegar.
Começa pelos primeiros tons e daqui à pouco a magia acontece.
Ana Fedorova incorpora a música e, durante quase 40 minutos, é acompanhada pela orquestra e o público.
Todos vivendo uma epifania, entregues ao êxtase, fora de seus casulos blindados.
No fim do vídeo ela é aplaudida, depois todos (inclusiva a pianista) devem retornar as suas vidas ordinárias.
Mas o extraordinário esteve la e os tocou.
Onde vive o extraordinário antes que a gente o perceba?
O que é a beleza antes de expressar-se?
Onde estamos nós, que pouco a percebemos em nosso cotidiano?
Anúncios

3 comentários sobre “Onde estava a beleza?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s