Fé por lucidez – (O caso João de Deus)

Padrão
Eu vejo com tristeza esse caso do João de Deus. Triste em todos os sentidos. As mulheres abusadas, o homem perdido e a multidão sempre em busca de um deus.
 
Tem gente preocupada com a fé dos seguidores. Mas seria bom se a fé em “joões de deus”, “prens babas” ou qualquer “divindade na terra” fosse substituída por lucidez. Sim, fé por lucidez.
 
Lúcidos não incensaríamos ninguém. Nos trataríamos com generosidade e respeito, conscientes de que não há deuses entre nós. Lúcidos, não caberíamos em altares e jamais cogitaríamos ocupar os vazios de gente que sofre e procura um salvador. Ninguém pode ocupar esses espaços. Nenhum homem/deus se mantém saudável.
 
Nos ajudaríamos, sem show, sem procissões, sem holofotes.
 
João de Deus será punido, as vítimas procurarão lidar com a dor e as multidões de Abadiânia, com o tempo, tenderão afluir em outras direções. Levarão suas dores e sofrimentos para outro “santo”, representante “de Deus”.
 
Seguirão em fé, na esperança de não perde-la

(Foto: Walterson Rosa/Folhapress)