Linguagem da lucidez

Padrão

Quando todos falam ao mesmo tempo e a maioria pensa que é portadora de uma grande mensagem, é melhor calar um pouco. Entre as muitas vozes, qualquer som vira ruído. O que quer ser ouvido grita e o grito ensurdece.

Entre surdos gritando o silêncio é a linguagem da lucidez.

Os processos do tempo

Padrão
Tudo é semente. Um pensamento, uma escolha, um sentimento, um objeto visto, uma pessoa que passa e modifica alguma coisa.
O tempo é condutor desses movimentos e o corpo, exposto ao tempo, encuba a serenidade que substituirá a avidez, a paz no lugar da pressa, a sabedoria no lugar da ignorância. Quando a maturidade vier, perceberemos quantas etapas foram ultrapassadas. Nada deixa de existir, apenas se modifica, apenas se expõe aos inexoráveis processos do tempo. Sempre.

A humanidade em cada indivíduo

Padrão

A história da humanidade é a história de cada humano. Estamos construindo a narrativa que, provavelmente, jamais estará em qualquer livro, mas se processa no cotidiano de cada escolha, em cada indivíduo.

É a somatória desses movimentos que constrói algo muito maior, capturado apenas em ínfimas partes por lentes que adiante reconhecermos como “história”.

Cada humano é um pedaço da história e, cada ponto de vista, um componente desse complexo movimento.