O positivismo e a dor

Padrão

O positivismo é um alucinógeno perigoso e cria dependência, se consumido além de pequenas doses. Ficamos fracos porque passamos a acreditar que a dor é uma aberração e então fugimos dela.

Perdemos a oportunidade de enxergarmos a vida com lentes mais amplas, sem o afunilamento maniqueísta que dificulta percepções mais profundas.

Melhor ser positivo na vida e buscar alegrias, mas, quando a dor vier, faz bem lembrar que potencialmente ela também traz sementes de significados. Tudo traz. Não é preciso negá-la.

O bem ou o mal, a alegria e a tristeza, não se limitam às experiências, mas vivem em nosso olhar e em nossa capacidade de projetar significados.

Um comentário sobre “O positivismo e a dor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s