Educação, controle e liberdade

Padrão

Quanto mais imatura uma criança, mais necessário impor regras. Seus valores amadurecerão a partir dos pais, que, por sua vez, são fruto da cultura onde vivem. Com o tempo o ideal é que o papel dos pais deixe de ser o de tutores, mas de apoiadores, incentivando descobertas próprias, como um pássaro que ensina o filhote a voar.

Pais que não permitem a evolução dos filhos e se colocam eternamente como imprescindíveis tendem a gerar adultos imaturos. Chegará o tempo em que os pais precisarão relativizar sua importância e deixar que os filhos trilhem os próprios caminhos. É preciso que os jovens ocupem seus espaços.

É assim que vejo o papel da educação de maneira geral. Ampliar horizontes, promover senso crítico e incentivar a independência, até para que velhas ideias se renovem e os valores possam ser discutidos com liberdade.

Educação é arejamento e promove liberdade!  Quanto menos educação, mais controle.

Funciona com indivíduos, as famílias, as empresas, o estado e as instituições.

Inibir o questionamento e o desenvolvimento do senso crítico é exercer controle. Gente imatura gosta de ser controlada e os governos conhecem muito bem essa dinâmica.

 

 

 

5 comentários sobre “Educação, controle e liberdade

  1. Daisy Cruz

    Gostei da ideia do blog. Tenho duas filhas, uma de 14 e outra de 7. Ter filhas é meu maior aprendizado e uma oportunidade de me conhecer também.
    Gostei da reflexão. Aliás parece coincidência, mas seu vídeo no YouTube e esse texto no blog me tocaram.
    Acho que me tocaram orque me falam algo que está aqui em mim e eu não sabia, ou porque é algo que me conforta ou porque me leva reflexão… Não sei. O que sei é que me parece abraço, me parece brincadeira de roda, conversa de amigos.
    Tenho uma filha adolescente, inteligente e introspectiva. Ela própria percebeu que era introspectiva e me disse que existia diferença entre ser tímido e introspectivo . Ela também é tímida. Por ser tímida, quieta, acho que terminei não incentivando tanto a independência dela. Sou daquelas pessoas que quer resolver tudo e agora percebo que preciso me retirar e deixá-la crescer, amadurecer. Ela está passando por um período de questionamentos sobre si, sobre o relacionamentos e por isso anda inquieta e triste. Conversamos porque há um bom relacionamento. Percebi ontem que preciso me afastar e deixá-la encontrar suas respostas. Observar e estender minha mão quando ela pedir, quando for necessário.
    Concordo com “Educação é arejamento e promove liberdade! Quanto menos educação, mais controle.” Talvez eu tenho controlado muito e educado menos. …

  2. Ivoneide

    Flávio , estou muito feliz de poder tá lendo teus textos. Vocês da rádio são joias raras. Obrigada!

  3. João Paulo de Souza

    Boa tarde Flávio, concordo contigo quando fala da importância da autonia no processo de educação, infelizmente o que percebemos em muitos casos são pais superprotegendo os filhos e subtraindo deles a bênção de ser. Um grande abraço e parabéns pela iniciativa.

  4. Rubens

    Boa noite Flávio. Sim a educação é verdadeira arte de nos tornarmos uma pessoa mais equilibrada, e espontânea com nossas ideias. Precisamos ser incentivados desde pequenos, assim seremos muitos criativos, confiantes e respeitadores com tudo e com todos. Abrs curto muito rádio Inverso!!

  5. Andréa Lima Feital

    Sou mãe de um menino de quatorze anos e sei bem o quanto é difícil ir tornando-se imprescindível na vida dele , mas estou tentando.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s