A ilusão do fundamentalismo e o controle das massas – radioinverso.com

Padrão

O que Osho, Lula e Hitler teriam em comum? Inegavelmente são personagens muito diferentes entre si, no entanto, cativaram massas a partir de uma utopia. (uma terra prometida) São figuras que souberam encarnar a esperança de seguidores ao ponto de acreditarem que se transformaram em pós-humanos (uma ideia), isolando os críticos (e rotulando-os) enquanto promovem demonstrações de completa devoção a própria figura. Gente “perfeita” precisa de devotos, não de amigos. Nesse ponto o líder se transforma em inquestionável e toda crítica, por menor que seja, considerada uma “heresia”. Essa reflexão feita na radio Inverso não objetiva tratar especificamente de nenhum desses personagens históricos, mas do risco do pensamento totalitário que ocupa todos os espaços e não permite o arejamento da dúvida.