Fonte de nossas inspirações

Padrão

Se não fôssemos incompletos, finitos, se não temêssemos a morte, possivelmente não teríamos recursos para nossas poesias, nossa arte, nossa fé e boa parte de nossas relações. Contraditoriamente, o que temos de mais lindo, nasce justamente das ambivalências. Só nos vemos por contrastes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s