Que verdades?

Padrão

Me incomodo com quem fala “em nome da verdade”. Que não sabe dizer sem o lastro de algo maior que legitime a própria insignificância. Que verdade? Verdade de quem? Pra quem? Nossas verdades são do tamanho de nosso olhar, cabem somente na gente, portanto, que cada um fale em nome de si mesmo e preserve em quem ouve a liberdade dos movimentos, das discordâncias para que, somadas, nossas “verdades” se conectem e se expandam.

Cuide dos pensamentos

Padrão

Seus pensamentos parecem viciados, conturbados, apequenados? Cuide do que tem alimentado sua mente. Você não pode controlar o que pensa se não presta atenção no que come através dos olhos, dos ouvidos, dos sentidos. Isso tem a ver com a música que ouve, o que lê, o que te distrai, o que te motiva… Alimente sua mente com mais atenção, não seja tão relapso, e seus pensamentos refletirão na mesma proporção.