Cegos em busca da luz (Fez-se manhã)

Padrão
“Minha busca durou o tempo de minha cegueira. Prolongou-se enquanto acreditava nas vozes, nos apelos, na ensandecida massa que me conduzia sem que eu resistisse, sem reflexão, sem a menor percepção de que a luz nunca tinha ido, fui eu que deixei de vê-la. Aceitei abrir a porta e sai.
Então despertei e tudo estava iluminado. A luz continuava a brilhar dentro de mim.”