Perca o medo

Padrão

No fim das contas nossas certezas são afirmações do medo. É por medo que guerreamos, que tentamos nos apoderar do outro, que construímos nossas realidades hostis. Nesse vídeo uma breve conversa sobre o medo, sobre a necessidade de perdê-lo, sobre o que realmente importa. Não falo nada que você já não saiba, mas que tantas vezes faz bem lembrar.

Eu caminho

Padrão
O tempo é um caminho. Tudo passa por ele, prossegue e assume o que é. Assim como nós, caminhando em corpos que vem e vão, até que sejamos absorvidos, até que estejamos em casa. Estamos todos à caminho, pelo tempo, pelos corpos, pela vida em suas infinitas linguagens, expressões de uma coisa só que por alguma razão fragmenta e se reconhece como “eu”. Eu caminho.
Nossos corpos são caminhos. Túneis de passagem entre o antes e o depois, o ontem e o amanhã, percepções que acontecem ao mesmo tempo, no único tempo, o tempo que chamamos hoje.