“Carta a Josefa, minha avó” – De José Saramago

Padrão

No ano de 1968, José Saramago publicou no jornal A Capital, de Lisboa, a cronica “Carta a Josefa, minha avó”. Anos mais tarde, ela seria publicada no livro Deste Mundo e do Outro. E hoje elas nos toca aqui na linda interpretação do ator português André Raposo . Porque a sabedoria mora na simplicidade.

Mundos que vemos

Padrão

Um milhão de olhos se projetam sobre a mesma imagem. O mesmo cenário interpretado por milhões de mentes serão vários cenários? E as ideias? E as verdades? Teorias sobre um único tema, valores alimentados como absolutos, apesar da infinidade de fontes, de sentimentos, de impressões. O “certo” e o “errado” confrontando, desafiando, contradizendo, variando conforme gerações. Fragmentos de pequenas realidades que não dizem sobre o mundo, nem sobre a vida, nem sobre nada que não seja revelar quem diz. Então as mentes criam o que lhes parece real e, conforme enxergam, percebem quem são.