O extraordinário da vida comum

Padrão

Após nosso encontro no Diálogos EPP, em Lages, eu , o Del e o Andrey conversávamos na saída do auditório. Nos preparávamos para uma foto quando essa “pessoa canina” (parafraseando Saramago) se aproximou com simpatia e curiosidade. A Luana ajeitou a máquina, nos posicionamos e o amiguinho também. Sentou-se a nossa frente com rabinho abanando e ainda fez pose para a posteridade. Foi assim que encerramos aquele momento que se propôs a falar sobre “O extraordinário da vida comum”. Não poderia ser mais adequado. 🙂

EPP-assim