A verdade dos homens – Saint-Exupéry por Flavio Siqueira

Padrão

A cultura moderna é fundamentalista. Direita ou esquerda, ateu ou teísta, politicamente correto, legalista ou anarquista, medidas desproporcionais que nos distanciam dos recantos da consciência. Somos quase obrigados a assumirmos um lado, o “lado da verdade”, que nos colocará em oposição com todo o resto e nos cegará para uma necessária percepção: “A verdade não é o que se demonstra, mas o que simplifica.” Gravei esse texto de Saint Exupéry como um jeito de contribuir, de provocar mentes livres, almas que querem fugir das prisões.