Seres especiais

Padrão

Cada humano é um jeito de ver e cada jeito são muitos. Há muitas lentes, perspectivas que nem sempre se encaixam no que chamamos de normalidade. São outros códigos que tornam cada individuo um ser único. Diferenças que nos completam, olhares absolutamente peculiares, chances que a vida traz para reconhecermos o quanto somos todos, cada um como pode, cada qual como é, seres especiais.

SINDROME-COP

Apenas humano

Padrão

Não me chame de herege. Considere a possibilidade de que você desconhece a história inteira, não vê todos os contextos, não sabe quase nada. Estamos todos aprendendo a ser quem somos e no caminho há várias perspectivas que não são erradas por não usarem os mesmos códigos e linguagens que você.
Não me chame de santo. Considere que em mim habita luz e sombras, que nem sempre faço o que penso ser ideal, que tantas vezes me surpreendo com gestos ou atitudes que pensei não estarem em mim. É cruel sobrecarregar quem quer que seja com a expectativa de ser algo além de humano.
Para os que me percebem como um diabo ou os que me veem como santo, saibam: sou um pouco de cada, humano vivendo a experiência de ser um cara nesse corpo limitado, vendo em partes, em movimento, em liberdade, em construção.

Nosso caminho no universo – video

Padrão

Ainda que o universo seja sem fim, tenho todos os dias a chance de perceber dentro de mim correspondência com aquilo que não entendo, mas mesmo assim me habita, me transcende e me ajuda a perceber que meu caminho na terra é só um caminho de volta para casa. Bom dia!