A pele de Julieta

Padrão

Romeo_Juliet

Aproximação gera complexidade. A pela macia e sedosa deixa de ser na lente de aumento. José Saramago dizia que se Romeu tivesse olhos de águia não se apaixonaria por Julieta. Assustaria com a pele, os poros, os pelos… Fugiria.

Paixões dificilmente resistem ao dia a dia. No sonho é mais simples. A saudade se encarrega dos complementos, dos preenchimentos de espaços que aumentam com a familiaridade. Aproximaram-se e o que era simples complexificou-se.
A pintura não será entendida enquanto estiver muito perto da tela. Recue alguns passos, faça como o artista e os rabiscos farão sentido, as cores clarearão, o cenário aparecerá. Superficialmente.

Coloque um inseto na lupa. Deixará de ser um bichinho escuro, inofensivo e virará monstro com olho, boca, tentáculos. Um fio de cabelo. Aproxime-se ao máximo e não saberá o que é porque aproximações geram complexidades.
Como uma família perfeita. De perto deixa de ser.

Nenhum tema resiste incólume quando olhamos de perto. Nenhum milagre. Nenhum evento fantástico. Nem Deus. Nem o amor. Nem certeza alguma. Argumentos não resistem, teses não se sustentam como absolutas quando analisadas em detalhes. Aproxime-se do que quer que seja e verá outra coisa, outros lados, outras caras.

O medo de ver nos mantém distantes. Não queremos saber.Tememos o desconhecido e nos acostumamos com a superficialidade, a estética, os contornos, os códigos, tudo o que nos alimente a sensação de controle. Queremos controle. Vasculhe as emoções. Analise o que sente, o que pensa, o que é, aproxime-se e provavelmente assustará. Encontrará pontas soltas, fios que não se
conectam, pelo menos não do jeito que imaginava, certezas dissolvidas há muito tempo sustentadas por escombros.
Aproxime-se e assustará.

Depois que nos vemos é difícil recuar. Agora é preciso novas escolhas, doloridas tantas vezes, complexas, mas necessárias.
Decidir o que fazer com o que viu ou fingir que não viu? A cruel decisão de quem chegou mais perto, furou os bloqueios da superficialidade e descobriu a pele sedosa com poros enormes e pelos assustadores. Se agora que viu, Romeu decidir amar Julieta, então será eterno. Será amor.

3 comentários sobre “A pele de Julieta

  1. Nivia

    Lindo!!! Sabe….adoraria que meus filhos pudessem ler algo seu! Que tal histórias para crianças? Você certamente saberá encanta-las!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s