Experiências cotidianas

Padrão

Tudo o que é significativo fica na gente em algum lugar. Geralmente são as experiências mais simples, mais conectadas ao dia a dia, os gestos cotidianos que nos tocam. Por exemplo. Um homem passa por sua experiência mais marcante enquanto está internado em uma UTI. Ele sente dor, medo, não sabe o que será. Quando deixar o leito não será o barulho dos aparelhos, nem as picadas da injeção. Ele vai se lembrar do cuidado da esposa que o visitava com ternura, a palavra amiga de um enfermeiro que apareceu no meio da madrugada, o cheiro do café que veio lá de baixo, um pensamento qualquer capturado enquanto tentava dormir. São gestos simples que nos tocam e, se estivermos atentos, sussurrarão os significados de cada experiência. No link abaixo relato uma que passei em 2008. É um texto aqui mesmo do blog. Não sei a razão, mas me lembrei dela hoje. Bom dia ! 🙂

http://flaviosiqueira.com/2008/09/27/licoes-na-noite-do-leopardo/