Deus?

Padrão

Deus? O que será Deus além do chefe da religião, do
«cara lá de cima»; fora, desconectado, cruel, mau, manipulador,
que se diverte com o sofrimento alheio, alienado enquanto
ignora a pobreza, a fome, o abandono de seus filhos?
Enquanto nos alimentarmos de nossas teologias, tentamos
encaixotar o que não cabe em nenhum lugar, a não ser no
universo que somos nós.
Quem pode descrevê-lo? Quem pode anunciar-se como
representante divino, portador de alguma mensagem, dono
da «palavra de Deus», sem que se esvazie de si mesmo, que
se entregue ao mistério, que mergulhe na presença e, perplexo,
descubra Deus na gente, aqui, dentro, em mim e, sem
condições de encará-lo, renda-se ao Eu Sou em profunda gratidão;
humilde, reverente, em estado de quietude interior? – Livro Mensagens que chegam pela manhã

Anúncios

Saber desistir

Padrão

É preciso saber desistir. A desistência que me refiro não é reflexo da perda de força ou de acomodação, mas é ação, sim, nesse caso desistência é ação, lucidez de quem percebeu que tem despendido energia, que tem mais atrapalhado do que ajudado e resolveu entender qual de fato é o curso da maré, para onde os ventos realmente sopram.

Aquietar-se é assim. É perceber que toda angústia que se projeta sobre a vida, só reflete mais angústia. Toda inquietação, pressa, desgaste, irritação, falta de esperança, produzirá correspondentes que se projetarão em nosso caminho. Colhemos o que plantamos, portanto entenda: Não me refiro a deixar de produzir, de fazer escolhas, de estudar, de fazer o que precisa ser feito. Temos que trabalhar, pagar contas, entendo tudo isso, é claro !

Acho que você tem mais é que estudar, se desenvolver, trabalhar para que tudo seja feito, mas com um detalhe fundamental: não coloque angustia nessa construção. Não semeie inquietude porque é isso que colherá.

Somente acalme-se até para que possa enxergar como as coisas se encaixam e você nem vê, como se entrelaçam, combinam, vinculam, posicionando-se para que no fim uma coisa complete a outra.

Só perceba, só isso.

Sei que nem sempre é fácil, sei que muitas vezes as combinações lá fora tendem a nos empurrar para outro lado, que nem todos pensam assim, que a vida parece pesada muitas vezes, claro, sei disso.

Mas também sei que é possível, que é uma construção, que depende sim da nossa vontade, que, se quisermos, a gente entende, cresce, se pacifica e encontra as respostas que procura. De processos em processos, passo a passo, certeiros, confiantes, gratos independente dos cenários, a certeza de que é no caminho que a gente se encontra. Que assim seja para todos nós.