Tudo o que precisamos

Padrão

Tenho aprendido que tudo o que precisamos está a nosso alcance.

Na verdade nem sempre temos o que gostaríamos. Nem sempre o sonho casa com o real e, as vezes, os fatos contrariam os projetos. Mas é assim : Espantosamente tudo o que preciso me ronda, me cerca, me alcança, me invade.

Não tenho a menor ideia de quantas vezes fugi.

Já rejeitei remédios, joguei fora acontecimentos que, apesar da dor, só me fariam bem. Fugi da cura, viciado na dor, reincidente nos erros, nos tombos, nas culpas, para depois olhar dizer “a vida é injusta!”.

Corremos atrás do que nos parece perfeito, almejamos o ideal, nos focamos até que o tempo, felizmente, insista em mostrar que há outros caminhos, mais simples, mais verdadeiros, mais coerentes com o que estamos nos tornando de dentro para fora.

Provavelmente, se fossemos roteiristas dos nossos dias, escolhessemos cada cena, definíssemos cada papel, cada trama, cada desfecho, certamente teríamos pulado muitos capítulos, especialmente os que contribuíram para que fossemos mais experientes, maduros, pacificados.

Nos negaríamos a acrescentar momentos difíceis em nossas histórias sem pensar que eles nos trariam até o nível de consciência de quem entende que tudo o que preciso está aqui. Tudo.

As dores e alívios, sonhos e os pesadelos, o que chamo de bem e de mal, a química que me possibilidade crescer, me compõe e, no fim das contas, melhoro.

É isso que me constrói. Só preciso enxergar e entender os sinais.

Estão todos aí. Só precisamos ver.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s