Duvida?

Padrão

Quem olha para suas duvidas com naturalidade, tem uma grande oportunidade para crescer. Ela abre terreno em frente a dogmas, desconstrói entulhos sedimentados por certezas impostas, abre caminho para o novo, o ainda desconhecido.

Não é errado duvidar!

Questionar-se, querer explicações, dar um passo adiante é necessário para quem sabe onde está, olhou ao redor, e percebeu que sempre dá para ir mais um pouco. Quem encara suas inquietações sem medo, geralmente as sacia.

Aprender a lidar naturalmente com suas dúvidas é um importante passo para todo aquele que tem sede de conhecimento, que entende a necessidade de melhorar, evoluir, ir além.

Quando duvidar não é um estado permanente de espírito – tornando o individuo um cético patológico- mas uma abertura para o improvável, dilatamos nosso olhar, afinal, muitas vezes o sentido das coisas transcende racionalidades e viaja por inquietudes e por quês.

Duvidar faz parte do crescimento, da experiência e do saber.

Alguém duvida?