Olha só…

Padrão

Reflexos

Padrão

Se olho para a natureza com descaso, projetarei descaso no meu ambiente, se odeio política, políticos desonestos prevalecerão, fechando os olhos para a miséria que me cerca, contribuo para que o abismo entre humanos aumente, e assim os exemplos se multiplicam na mesma medida da nossa falta de percepção.

Aquele que vive preocupando-se apenas com sua vida, amealhando o que pode e o que não pode em nome de sua própria “segurança”, ainda que não saiba, constrói um muro ao seu redor, entrará em labirintos, abrirá portas, mas não achará saídas, se isolará, mesmo quando rodeado de pessoas.

Tem coisas que precisam morrer

Padrão

Chega o dia em que a criança morre para que o adolescente seja mentalmente saudável e depois morra em troca da maturidade da vida adulta que lá na frente deixará de ser, pelo menos na avidez e intensidades, em detrimento da sabedoria e pacificação de quem viveu e morreu todas as fases até chegar na velhice.

Morte e vida não são conceitos antagônicos, mas realidades intrínsecas, presentes em todas as dinâmicas naturais da existência.

Começa no feto que morre e renasce bebê e permanece para sempre, permanentemente nos lembrando que para algo nascer, provavelmente outra coisa terá de morrer