Atitude de amor

Padrão

Para agir por amor é preciso abrangência de olhar, livrar-se da percepção imediata, do medo que determinada atitude possa ser desagradável para uns ou outros, não se importar com as reclamações, os distanciamentos e as dores que muitas vezes surgirão, nunca por egoismo, mas por saber que no contexto inteiro trata-se de um posicionamento necessário, remédio para a alma; atitude de amor.

Para quem cansou de ser bom

Padrão

Não é a primeira vez que posto esse vídeo, mas sei que para muitos ele ainda é inédito.

Aqui falo sobre bondade, sobre a diferença entre ser bom e ser “bonzinho”, mas, sobretudo, falo para quem cansou de ser bom.

Sabe aquela sensação de olhar a sua volta e sentir como se a vida premiasse os “espertos”, como se a bondade – não me refiro a atitudes fracas ou complacentes, mas por bondade me refiro a quem vive por consciência e pauta suas escolhas, não no imediatismo do “quanto eu vou me beneficiar com isso”, mas sim do quanto isso pode ser relevante para o todo – como se viver assim, consciente, se tornasse cada vez mais difícil e os espaços diminutos, apequenados, restritos, diante do “sucesso” do egoismo, da maldade, da indiferença.

Não sei qual sua viagem no momento mas acredito que, em alguma etapa, ou talvez algumas etapas, de nossas vidas experimentemos algo parecido com isso, o momento de questionar-se, de se olhar no espelho e perguntar até que ponto vale a pena ser como sou, pensar como penso, viver como vivo. Esse é um vídeo para ver de vez em quando, para renovar suas motivações e vencer o cansaço que as vezes abate aqueles que insistem em fazer o bem e as vezes se cansam de serem “bons”.