Ter fé

Padrão

Provavelmente você já ouviu alguém bradar que a fé remove montanhas.

Especialmente no Brasil, fé é palavra recorrente: na megasena, no “professor” do time de futebol, na igreja e assim por diante. Sempre tem alguém fazendo uma fezinha aqui ou ali ou quem sabe o sujeito de cara fechada dizendo que “não bota fé” que dará certo.

“Tenha fé que vai melhorar” é o conselho popular diante da impotência na miséria e na dor.

Há os que acreditaram muito. Decretaram, tomaram posse, “usaram” a fé e não foram correspondidos.

Os cansados que sufocam seus conflitos anestesiando-se com sua aparência de fé.

Os que atribuem o fruto do seu esforço a virtude de sua fé, por acharem que, nesse caso, colherão mais “benefícios” e serão vistos como especiais.

Os que preferem nem pensar nisso.

Tenho aprendido que fé é um estado de espírito.

Não se parece com um amuleto que garante sorte em momentos difíceis.

Fé é um jeito de perceber a vida. É estado de gratidão, apesar dos pesares.

Exagero ? Utopia? Auto engano ? E as inúmeras tragédias a nossa volta ?

As tragédias, todas elas, moram em você, meu amigo. É você quem dá, primeiro o significado e depois o nome para um evento que só reflete o que sai do seu interior.

Simples? Não. Nem sempre é. Mas um dia você aprende que muitas vezes o bem tem cara de mal e o mal tem cara de bem.

A vida tem várias estações.

Olhe para si mesmo e perceba quantas vezes o bem que imaginou, com o tempo provou que lhe faria mal, assim como é possível contabilizar o estrago produzido por algo que um dia almejamos tanto. Ás vezes minhas ambições são armadilhas de minhas inseguranças.

Vivemos no mundo das possibilidades, onde tudo acontece o tempo todo, mas nossa limitada capacidade de percepção, só identifica o que estamos condicionados a ver. E quanto somos condicionados !

Enquanto você pensa em determinada causa, saiba que existem bilhões de possibilidades referentes a ela, mas você só vê uma, talvez duas.

Olhar sua vida a partir de outro ponto, mudar as referências, repensar as possibilidades, lhe abre caminhos que, se não te levarem para onde quer, podem te levar para onde precisa ir.

Fé, é saber que está indo no caminho certo, mesmo que aparentemente não seja o preferido.

Abra os olhos, repense seu caminho, reconheça as possibilidades e não se desvie por seus próprios desejos.

Ás vezes é preciso andar no escuro. Nem sempre o caminho será conhecido mas não viva jogado pelo vento; aprenda a perceber.

Quem olha para a realização de desejos tópicos, se frusta. Quem olha para sua vida como dádiva, cresce.

Para que a fé remova montanhas, antes precisa remover as vendas que nos impedem de olharmos para dentro e nos limita em nossos próprios medos.

Antes de tudo, aquiete-se.

Fé não é afogar sua existência em bens ou vontades, praguejando, mesquinho, ganancioso, auto sabotador. Fé é a certeza de que você não está aqui por acaso e, independente de como as coisas estão, caminha para dias melhores, mesmo que através de curvas, desvios e tropeços sabe que o Pai lhe cuida.

Pare de gritar e descanse.

De repente você enxergará.