O que me cabe

Padrão

Nenhum de nós, nem o melhor de nós, pode pensar que detém o poder de arbitrar sobre vida e morte, sobre merecimentos e destinos eternos. Não temos controle sobre nada e tampouco nenhum conhecimento que devasse o coração de quem quer que seja. Cabe a mim amar, ser amor e promover reconciliações dos homens pra com homens, com o mundo,consigo mesmo e com Deus.

Como a tempestade que passa

Padrão

Na grande maioria das vezes tudo o que precisamos é perceber o mundo a nossa volta e enxergar em cada pequeno acontecimento, cada cenário do cotidiano, em cada “bom dia” desinteressado, cada sorriso de cumplicidade, cada fragmento de vida em todas as sua infinitas possibilidades, nos sinaizinhos, menores, sutis, insignificantes para nossos sentidos entupidos, razões para revalidar a esperança, como o sol que vem de manhã, como a luz que volta a brilhar, como a tempestade que, por mais violenta que seja, há de um dia terminar.