Oração ao deus desconhecido

Padrão

Quando a perplexidade sai da alma e se expressa como lamento, quando, mesmo faltando palavras, a busca pela verdade encontra seu próprio caminho de expressar-se pois não suporta submeter-se a nenhum aprisionamento de linguagem, quando tateio no escuro, reverentemente perdido, desacreditando por acreditar, desacreditado por não desistir, por insistir em saber a razão do constante latejamento que sussurra dizendo “há algo além do horizonte, não é só isso, há peças faltando” Quando tento encontrar essa peças, encaixá-las, entende-las e, para tal, questiono, reposiciono, coloco em xeque, xingo, choro e continuo buscando, caminhando em direção ao deus desconhecido, encontrando mesmo sem saber, sem fazer ideia que, quando minha alma se expressa, minha vida vira uma oração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s