Em cada coisa

Padrão

Em cada dia, cada partida, cada chegada, cada encontro, cada porta na cara, cada “não”, cada dor, cada curva, cada diagnóstico, cada dificuldade, cada trauma, choque, encurralamento, desilusão, separação. Cada adeus, cada olá, cada mudança de percurso repentina, sem aviso, sem espera, de surpresa, cada novo cenário que recomeça com o nascer do sol, e aqueles que desaparecem com a chegada da lua, em tudo, acredite; há uma outra chance entre tantas que você sequer vê porque reclama demais, sem perceber como tudo converge em uma única direção: te fazer se calar, se enxergar e se curar. A cura vive em você.