Nós- “Do livro Dez Histórias e Algo Mais”

Padrão

As pessoas não são iguais e é mais do que natural que alimentem seus próprios interesses, mas a relação não precisa ser conflituosa. Olhar para a vida sob a perspectiva do amor inverte a ordem das coisas e nos ensina que só há sentido quando me projeto para o todo.

Felizes os que andam sobre a Terra conscientes de que podem ser agentes de transformação. Que entendem que, independente do que queiram, podem contribuir para que a vida seja mais leve e que os que estão por perto fiquem bem. Os conflitos sociais só refletem em maior escala nossos conflitos pessoais.

É só o amor que apazigua os corações. Que nos ensina que a vida faz mais sentido quando percebemos que não estamos sozinhos e que nossa caminhada ganha relevância quando incluímos mais gente. Somos células de um único corpo e a simples consciência disso tem poder avasalador sobre o egocentrismo dos dias atuais.

Você consegue enxergar? Só quando mudamos as lentes que nos embaça a percepção de corpo é que realmente começaremos a mudar as coisas.

Olhe para si. Veja o seu coração, mexa no que o separa dos outros. Aumente sua percepção coletiva, enxergue-se parte do todo.

Seu mundo existe em você. Não ande sozinho por ele.

Do livro Dez Histórias e Algo Mais