Um desabafo

Padrão

Permita-me um desabafo ?

Fazendo algumas pesquisas na internet, me deparo com uma notícia do tempo da fusão entre o Itaú e o Unibanco : Itaú anuncia lucro de 5 bilhões e 900 milhões de reais entre janeiro e setembro daquele ano.

Achou o valor grande ? Os diretores do banco não, já que ele representa queda de 8% em comparação ao mesmo periodo do ano anterior. Eles lamentavam.

Bancos são necessários, lucro é fruto de trabalho bem feito, portanto algo genuino, mas, sinceramente, não consigo conceber que qualquer instituição, seja ela qual for, acumule soma nessa dimensão. Especialmente em um mundo onde milhares de adultos e crianças morrem de fome todos os dias.

Meu mal estar aumenta a medida que todos encaram com absurda naturalidade que o dinheiro esteja tão mal distribuido.

Enquanto tem gente morrendo de fome, morando na rua, sem remédios, educação, saneamento… pouquissimos concentram tamanha riqueza.

Não discuto se é lícito, se uns trabalharam para isso e outros não, se é merecimento conforme as regras do jogo. Não é isso. A questão – e isso é o pior- é que construimos uma sociedade onde disparidades como essas são aceitas com impensável naturalidade.

Cinco bilhões, novecentos milhões de reais ! Tem idéia do que é isso ?

Criamos um sistema que depende de bancos e isso justifica e avaliza a morte de muitas e o enriquecimento de poucos.

Não pense que estou escrevendo conta os bancos ou defendendo o fechamento deles. Estou falando aqui sobre consciência de valores, sobre nossa apatia, nosso espirito condicionado a ver, mas não enxergar, ouvir, mas não escutar. Você compreende?

Veja o Vaticano. Não consigo conciliar sua pregação de amor, paz e ajuda aos necessitados, contrastando com uma estrutura bilionária e luxuosa, com terrenos, emissoras de comunicação, escolas, faculdades (pagas), e tentáculos nos governos de grandes países, acumulando muito mais dinheiro do que o Itaú. Não me refiro ao padre ali da paroquia que luta para manter suas obras sociais, falo da instituição rica, poderosa e influente, do luxo, das contas, do ouro que adorna cabeças brancas e inflexiveis.

No Brasil igrejas evangélicas compram canais de televisão e investem milhões com dinheiro de fiéis, pastores arrendam horários inteiros em rede nacional para “pregar o amor’. Que paz? que amor? . Depois de falarem sobre “deus”, saem com seus aviões particulares em orgias bancadas pelo dinheirinho suado da dona Maria que ainda se alegra por contribuir “na obra de deus”.

E nós aceitamos que seja assim.

Aceitamos e comemoramos o fato de que agora é possivel comprar um carro em 60 vezes pagando, no fim das contas o valor de tres carros. “Agora o povo tem acesso aos bens !” Bradam por ai sem explicar que esse acesso a TV de Plasma, o celular caro, o carro zero sempre, pagos a “suaves” e eternas prestações, lhes torna dependentes, sequestráveis, manipuláveis por uma industria que ganha muito a custa dos juros, creditos, emprestimos e inevitáveis endividamentos.

É por isso que até lojas de meias, pijamas ou eletrodomésticos viraram bancos disfarçados de lojas.

Enquanto isso nosso ex presidente sai por ai falando a imprensa internacional que aqui não existe mensalão, que a mídia o persegue, que caixa dois é uma prática aceitável e que o povo o apoia.

Apoia sim, presidente. Apoia sim…

O lucro do Itaú, no inicio de nossa conversa, simboliza um pouco do que fizemos do planeta, ou melhor, o que deixamos que façam com nossas consciências. Nos tornamos cínicos, aceitamos a fome e a miséria como algo natural diante de instituições que, cada vez mais ricas, pingam gotinhas de “caridade” enquanto destróem no povo o sentimento de que o sol deveria brilhar para todos, reduzindo as esperanças a lances de sorte ou “esperteza”.

Nos sensibilizamos, achamos triste, mas depois voltamos ao nosso desmedido “cada um por si”.

Enquanto isso, continuamos vivendo no planeta das ilusões, apostando na próxima mega sena, comentando o último jogo do Flamengo, sorrindo em frente a TV atentos a novela ou ao Faustão, sendo “defendidos” pelo Datena, votando nos caras das caras de sempre e achando bom, afinal, o que isso tem a ver comigo?

Desculpe o tom, mas não encontro outro para isso.

Anúncios

12 comentários sobre “Um desabafo

  1. francovero

    Flavio, você está COBERTÍSSIMO DE RAZÃO! Conte comigo na divulgação deste desabafo real, sincero, reflexivo e preocupante.
    DEUS VIVO ADONAI ELOHIM lhe abençoe com amor e misericórdia infinita.

  2. orlaciro

    Flávio, eu acredito que toda e qualquer forma de comunicação [ e o desabafo é uma das que mais premia a sinceridade e a autenticidade de uma pessoa] deva ser explorada e NÃO CONTIDA. Sinceramente espero que a equipe que administre o Facebook não tenha retirado ou bloqueado o seu perfil por este motivo/desabafo. Espero que seja apenas uma coincidência .
    Tua alma+ tua pessoa são dotadas de uma uma sincera e transparente preocupação com o próximo …com o atual estado da sociedade em que vivemos.
    É numa enorme disparidade social o que vemos caminha nosso país, isso sem falar em outras nações [ mas vamos nos atentar apenas a nossa cultura no momento ]

    “Aceitamos e comemoramos o fato de que agora é possivel comprar um carro em 60 vezes pagando, no fim das contas o valor de tres carros.” eu sempre achei isso o cúmulo do absurdo e SEMPRE [ enquanto me restar o fôlego de Deus em mim ] irei me INCOMODAR com isso.
    Empréstimos , taxas , juros absurdos e o empresariado apenas enchendo os bolsos.
    Sempre achei [ desde adolescente ] que as grandes empresas e bancos , ou simplesmente os que ganhassem acima de “X” reais [ na época eram cruzeiros ^^ ] DEVERIAM serem confiscados ou então enquadrados em um lei que obrigasse [ sim obrigasse seria o termo ] a estes , a deixar um percentual que um economista diria qual o melhor e mais JUSTO [ pois para mim TUDO de baseia em justiça ] para o ESTADO APLICAR EM OBRAS SOCIAIS ou na EFETIVA RECUPERAÇÃO de seres humanos que sofrem por não ter o que comer ou então o que vestir ou dormir….

    É sim um desabafo de Flávio SIqueira pois Flávio vive desabafando de forma concisa , no afã de que algo mude para melhor pois ele apenas quer…QUE TODOS POSSAMOS ver a verdade, achar o caminho e de mãos dadas trilhá-lo
    O Caminho da verdade é cristalino e puro.

    Parafraseando nosso colega FRANCOVERO :
    “Conte comigo na divulgação desta realidade sincera e preocupante deste texto mas que PRECISA ser desabafada TODOS OS DIAS.

    Graça , Paz e Sabedoria para todos nós.

    Orlaciro / Ciro de Castro

  3. Jéssica Rodrigues Dias

    Lembro do dia que recebi a notícia de minha aprovação para trabalhar nesta mesma instituição, exatamente em Outubro/2008 quando ocorreu a fusão entre os dois bancos. Parecia um sonho, plano de saúde, odonto, bom salário, mais e mais benefícios e oportunidades… mas bastaram três anos para entender o motivo de uma profunda insatisfação com a vida. Agora já não mais passava necessidades, vontade de tomar um iogurte ou tomar um suco na rua, já podia ir ao supermercado sem ter que ir somando cada item, e assim mesmo cheguei a uma profunda depressão, uma síndrome de pânico absurdamente anormal ao me aproximar de uma agência bancária. As pernas tremiam, quase me derrubando ao chegar o momento de adentrar a agência, mais e mais distúrbios, desmaios, ansiedade…. Quando já não mais podia viver nestas condições, obriguei-me a solicitar meu desligamento, não importa o quanto doente estava, era a unica saída e perdi tudo, direitos, oportunidades… mas restitui minha alma.

    Estes lucros absurdos, são ganhos as custas de muitos, desde os que ali dentro atuam como também os que por ali passam precisando e dependendo do sistema bancário. As custas do suor destes, que por um salário mais ou menos, entram no sistema, corrompendo seu valores e princípios oferecendo sorrindo produtos que vão fazer pessoas descapitalizarem, perderem muitas vezes o pouco que possui acreditando em sorteios, são seguros de qualquer tipo, PIC (capitalizações), investimentos que não importavam o quão alto fosse ao risco, era uma meta, produtos e mais produtos vinculados a alguma necessidade do cliente, e o fato de se recusar, muitas vezes a entrar neste jogo, sofria manipulações e vergonha em fte de todos, para eles os bons são os que sorriem e fazem sobre qualquer preço o que eles mandam! Mas minha alma valeu mais!

    Quase perdi a alma e mesmo sendo firmada nos pés de Cristo, tentando exercer meu ministério sob estas circunstancias, era impossível, não deu para servir “dois senhores”. Falo sem vergonha pois naquele momento não havia clareza em meus pensamentos que hoje há, apenas dor, muita dor. COMO? Se cada pessoa necessitada chega me pedindo um “empresti” e somos obrigados a atender, sabendo que aquilo só aumenta um problema… hoje entendo o porque estava morrendo, me sentia uma prostituta (perdão pela palavra) mas é essa realidade quando você vive fora do propósito de Deus, exercendo algo para seu próprio propósito. HOJE … rs passaram-se anos, abri minha empresa, trabalho sem folga, não tenho salário, acordo muito mais cedo e saio muito mais trade, sem finais de semana (por enquanto) e este preço eu pago, pois a empresa que Deus instituiu para que eu liderasse é um ministério, aqui talvez eu não consiga falar de Jesus o tempo todo, mas aqui posso fazer o que Jesus fez, o bem, instruir, ajudar, consolar, ouvir… Esta é minha igreja, a extensão do que sou, acordo muito feliz todos os dias, amo a segunda-feira pq é um dia que Deus me da para iniciar projetos e executar novas ideias, as pessoas que por aqui passam podem perceber o amor de Deus em suas vidas, estão sobre orações, sem que sequer saibam, apenas faço o que posso e como posso, exercendo a evangelho não em palavras mas na vida.. sem ter o objetivo de dar lucros extraordinários a instituições que apesar de muito dinheiro, não sabem e não conhecem o valor da VIDA, o lucro que se um dia vier da nossa instituição pertence a Deus, o meu sustento e de minha família ele provém em todos os dias. Apenas um testemunho bem pequeno de algo interno e encoberto diante destes lucros absurdos!!!

  4. Wescley

    EU TENHO MEDO NÃO É DAS PESSOAS MÁS, MAS DA OMISSÃO DAS BOAS. O que nós fazemos pra mudar isso?? só sentar e digitar?

  5. orlaciro

    @wescley. Concordo contigo amado , mas digitar é o início…nas redes encontramos nossos “pares de idéias e ideais” e assim começamos a nos reunir virtualmente. Acredito que no ponto que Flávio abordou [ e tantos outros em que ele aborda e que diga-se de passagem são pertinentes ] toca em coisas grandes e acredito que coisas grandes devem ter GRANDES MOBILIZAÇÕES.

    O que poderíamos fazer para registrar nosso repúdio contra a citada fusão do ITAÚ e o UNIBANCO em “2008” ?

    Votar certo seria uma delas , pois nossos líderes políticos se misturam ao empresariado e todos amalgamados mas o que seria votar certo? Candidatos são seres humanos e eu costumo dizer que o problema não é o delegado, o deputado, o professor, o diplomata , o cozinheiro , o motorista do táxi…..o problema está neste MATERIAL HUMANO desgastado de valores.
    Quando junta-se muitos destes, desapegados do amor moral e divino, desapegados e sentindo-se livres em sua maior parte de compromissos sinceros com o seu próximo[ no caso a sociedade ] temo um mini caos NÃO PERCEBIDO e TOTALMENTE ACEITO de forma ora omissa , ora conveniente por TODOS NÓS !!

    O

    Eu sinceramente decidiria então PINTAR FAIXAS DE PROTESTO e ir a Praça Alfredo Egydio de Souza Aranha [ SEDE do Itaú em São Paulo , que por sinal é uma bela praça daria uma boa manifestação

  6. orlaciro

    apertei o ENTER sem querer .. ^^ continuando.

    no estilo praça pública ]

    E depois ? Iria até Brasília mostrar aos que estão no poder minha indignação ?
    Pouco adiantaria, mas se fosse tudo feito de forma SÁBIA e ARTICULADA, talvez poderíamos chamar a atenção…
    Nosso problema é que somos um povo que NÃO SABE SE ARTICULAR e por vezes sim amado Wescley apenas sentamos e digitamos.

    Mas …já é um início. Creio que as futuras gerações poderão ser alcançadas por estas lutas.
    Mexer com o poder e destronar conceitos injustos a atitudes não altruístas…DEMORA UM POUCO mas um dia isso poderá ser mudado.
    Ao menos nos TENTAREMOS 🙂

    Abraço

    Paz ,Graça e Sabedoria sempre a todos nós 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s