Tempestade

Padrão

Faz uns vinte anos que não ouvia essa música, mas nunca esqueci a letra : “…tempestade sempre passa e depois vem o sol. Muito embora durasse a noite inteira…”

Sei disso e faz tempo que não temo as nuvens.

Ouça com ouvidos de ouvir.

Com Rod Mayer

O Rio

Padrão

 

 

Dentro de nós corre um rio.

Ele está no rico, pobre, religioso, ateu, fisicalista, agnostico, no amigo e inimigo. As vezes, quando estamos em silêncio, é possível ouvir o barulho da água, contínua, serena, presente, indo sempre na mesma direção.

Nesse rio há suprimento.  Sabe aquela sede que não passa ? Bebendo nele, passará.

Aquela fome incomoda, constante, insistente…Comendo o que vem do rio não há fome que resista.

Quando olho para o rio vejo meu próprio rosto. A água é limpa, cristalina e reflete sempre exatamente aquilo que sou. As vezes ver quem sou incomoda.  É menos arriscado comprar a imagem que projetam em mim e acreditar que sou o que dizem, mas fazer o que se apenas a verdade tem o poder de curar?

Dentro de mim mora um rio. Ele corre em você também.

Dizem que devo ser alguém melhor.  Ensinam fórmulas, pregam verdades, descrevem caminhos maravilhosos.  Mas tenho aprendido que o caminho só é realmente meu caminho quando sigo o rio e ele mora aqui.

Ouço seu som quando estou em silêncio. Por isso tenho fugido de tantas distrações.

Você consegue ouvi-lo ? Tente. Pare. Ouça.

Não há absolutamente nada para buscar fora dele. Tudo o que precisamos está aqui.

Fomos constituidos assim.

Como o rio que corta a cidade , um rio corre dentro de nós. Não estamos vazios, mesmo que assim tentem nos convencer.

Não sei por qual nome você o chama, isso não importa. Mas sei que as vezes ouve aquele som: suave, seguro, como a voz da mãe que embala o sono da criança, como a brisa em uma tarde quente. É possível ouvi-lo onde quer que estejamos pois não há possibilidade de nos distanciarmos do rio que vive dentro de nós.

Esqueça as outras vozes, pare com as distrações, deixe de acreditar em tudo o que dizem ser bom.

Você já está abastecido.  Tudo o que precisa já é e mora em você.

Ouça. Veja. Basta isso.

Encontre o rio e beba da única água que sacia toda sede.

É só isso.