Para quem gosta do blog.

Padrão

Já faz alguns anos que algo no meu trabalho me incomodava.

Nada contra o rádio ou as emissoras que trabalhei. Todas sempre foram muito corretas comigo e continuo apaixonado pelo rádio enquanto veículo de comunicação.

Era algo pessoal.

Quando comecei na profissão, era motivado pela possibilidade de comunicar, de ser portador de conteúdo que fizesse bem. Queria fazer uma rádio próxima do ouvinte.

Com o tempo, fiz muitas coisas boas e passei por emissoras maravilhosas, mas chegou uma hora em que comecei a me incomodar.

Senti que não estava dando vazão as minhas energias como deveria e isso acabou me angustiando.

Eu concentrava todas as minhas expectativas  sobre a emissora em que estava, o que acabou gerando problemas a medida em que nem todos estavam na mesma sintonia.

Isso explica minha saída da últma casa.

Depois que comecei o blog, percebi que existiam outros caminhos.

Por mais que inicialmente a intenção fosse dar satisfação aos ouvintes que me escreveram quando resolvi sair de São Paulo, a medida em que comecei a escrever percebi que um novo caminho interior se abria em mim.

Veio o pod cast, o Bem Brasil, o livro…

Depois de muito tempo, sinto que tenho encontrado meios de dispender minha energia construtiva sem a necessidade de fazer políticas e concessões.

Sempre acreditei que, mesmo que você não saiba exatamente onde quer chegar, deve caminhar, consciente de que o destino se encontra no caminho.

Você anda e as coisas acontecem, e não o contrário.

Estou dizendo isso para compartilhar que estou trabalhando no segundo livro.

Abro um parênteses para dizer que, provavelmente na segunda, assino o contrato com a editora ( depois que assinar divulgarei o nome) e o primeiro livro deve estar disponivel nas livrarias entre fim de maio e começo de agosto.

Sobre o segundo, é um romance e pretendo terminá-lo em mais dois ou três mêses.

Tenho acordado todos os dias as 04 da manhã para poder escrever e cumprir todos os compromissos do dia, por isso, ainda que me esforce para que não aconteça, eventualmente não consiga atualizar o blog.

De qualquer forma estou tentando alimentá-lo diariamente.

Pelo fato de estar recebendo muitos e-mails de gente boa,  contando o que os textos e os áudios do podcast tem produzido em suas percepções de vida, fiz questão de compartilhar essas novidades com todos.

Estou feliz com os frutos que começo a colher.

De repente, em nove mêses, veio o blog, podcast, Bem Brasil em Portugal e os livros.

Tem sido um bom começo.

E, saiba, você faz parte disso.

Ainda que você faça parte da grande maioria dos anônimos silenciosos que ficam nas estatísticas, mas não deixam comentários, fico feliz que esteja aí.

Que a gente possa trilhar juntos por esses novos caminhos.

Muito obrigado !