Eu queria mais tempo.

Padrão

Mais importante do que tudo são os relacionamentos.

É nossa capacidade de nos reconhecermos no outro, e deixar que, a partir do que somos, o próximo se entenda e reconecte-se.

Dar a vida nosso melhor em tudo, potencializa essa condição permanente de troca que se estabelece sempre que nos relacionamos.

O perigo é quando construimos muros e nos fechamos em nossas questões pessoais e diárias.

A vida passa e a gente nem percebe.

Isso tudo vale para todos, mas quando se trata de quem está perto, a questão se agrava.

Quantos convivem sob o mesmo teto e não se conhecem.

Pior quando se trata de pais e filhos que se tornam desconhecidos, as vezes, inimigos.

Quando os pais se esquecem que, mais do que provedores, são referência, mais do que educadores, devem ser amigos.

Passam uma vida inteira distantes, até que chega o momento da perda e a sensação de que as coisas poderiam ser diferentes.

Nessa hora, não há o que fazer.

Eu queria mais tempo…mas ele terminou.

Esse video fala sobre isso: