O prazo de validade.

Padrão

Tudo na vida tem prazo de validade.

Em alguns casos, pode durar menos, outros mais, o fato é que chega um tempo em que a textura muda, o sabor termina, o doce azeda.

Se nem tudo vem com rótulo, cabe a nós a capacidade de discernirmos o tempo de cada coisa, interpretando os sinais de que, o que era bom, agora deixou de ser. Venceu.

O problema não é que as coisas estragam, mas a nossa incapacidade em perceber que o prazo venceu.

Profissões também vencem.

Se ao envelhecer, o sujeito continuar com as mesmas expectativas do tempo em que estudava, será um eterno estagiário.

É preciso realimentar as ambições, direcionando os passos a partir do último degrau galgado, não do primeiro.

Casais que esperam encontrar no passar dos anos os mesmos sentimentos dos primeiros dias, se decepcionarão.

A relação não ficou ruim, ela só mudou.

Tudo muda.

O rádio também é assim.

Tudo começa como uma paixão platônica.

Primeiro ela parece distante, inacessível e mais velha. Leva tempo para que a conquistemos, mas um dia dá certo.

Tudo bem que é geniosa, mas quem é perfeito ?

Aceitamos suas condições em nome da paixão, acreditando que as coisas melhorarão.

Com o tempo, a relação esfria e ela parece não saber demonstrar o que sente.

Parece que naturalmente nossas expectativas aumentam, a medida em que ela só pode ir até alí.

Reclamamos. Em nome dos velhos tempos cobramos nossa fidelidade e empenho, mas não adianta: – Se quiser, tem que ser do meu jeito.- ela sentencia sem piedade.

“Ingrata !” Pensamos, “Depois de tudo o que fiz para conquistá-la, todos nos acham um casal perfeito, como ela pode agir assim ?”

Para que o coração se amargure é um pulo.

Uns insistem apesar da incompatibilidade de perspectivas : “Um dia meu amor será reconhecido.”

Outros: ” Meus dias com ela já não são os mesmos, mas sei que tivemos mais alegrias do que tristezas. Valeu a pena ! Só me resta organizar o que é bom, ajuntar forças e caminhar a partir daqui, sabendo que com ela, fui bem longe.. Foi só o prazo que venceu.”

Sempre existe um prazo e ele é inexorável.

Para cada um ele chega em um momento, mas um dia chega e não se impressiona com birras ou serviço prestado.

Feliz quem o reconhece como possibilidade de seguir adiante, sabendo que, se chegou até aqui, pode ir ainda mais longe.

Saber disso, é andar consciente.

Esse se encherá da confiança daqueles que sabem que só para de caminhar, quem já venceu todos os prazos.

Enquanto isso, ultrapassa cada etapa, dando sentido a seus passos, significando o que faz.

Com o tempo, os prazos vencem, a vida muda de cor e o que fazia sentido perde o valor.

Mas é sempre assim.

Dê valor enquanto tem, entregue enquanto pode, mas, o dia em que o prazo vencer, não insista. Não lute contra ele.

Caminhe com gratidão, sabendo que deu seu melhor e que chegou onde deveria chegar.

Para tudo há um prazo, cada coisa o seu tempo, o que começa , um dia terminará.

Felizes os que percebem.

São os que convivem com a certeza de que, depois de cada prazo, vem o recomeço : uma nova oportunidade para seguir cada vez mais longe.
Para esses,o destino sempre é a próxima parada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s