Sem flanelinhas.

Padrão

514605152_9a3062efde

Ainda sobre Gramado, uma das coisas que impressiona é a falta de flanelinhas.

Imagine uma cidade cheia de eventos, turistas, carros pra tudo que é lado e a possibilidade de estacionar em frente a um restaurante badalado sem ser abordado.

Você para o carro, desce e não vem ninguém cobrar para deixar seu automóvel em local público.

Enquanto isso, cidades como São Paulo e Porto Alegre não conseguem lidar com a intimidação e extorção praticadas deliberadamente por pessoas que prometem proteger seu carro, mas que, sabidamente, só estão alí para arrancar o que puderem sob a ameaça velada ( ou as vezes direta) de que “se não pagar, não garanto não hein doutô”.

Enquanto isso, as autoridades não fazem absolutamente nada para inibir esse abuso.

Resta ao contribuinte – que teoricamente paga imposto por segurança também- botar a mão no bolso e pagar para que o próprio flanelinha não faça nada contra seu carro.

Se é possivel evitá-los em uma cidade turistica e movimentada como Gramado, por que será tão difícil nas outras cidades ?

Parece que teremos que lidar com isso ainda por muito tempo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s