Pregadores do merchand.

Padrão

Saiu hoje no Uol*, um artigo do Ricardo Feltrin comentando sobre um “pastor” que faz merchand de consórcio usando o nome de Jesus.

Ele ora, pula, grita, desafia e depois, com voz mais calma diz :”..você liga e realiza, em nome de Jesus, o sonho da casa própria, por apenas 300 reais por mês..”

Lembro que, quando gravava para uma rádio evangélica, de um pastor que, antes de entrar no ar comentáva em tom debochado com o operador :”Presta atenção como se faz, amanhã minha conta vai bombar”, e , quando abria o microfone dizia com voz chorosa : “Deus me disse que quer que você deposite 12 reais. Vai ouvir a voz de Deus? Porque 12 ? não sei, irmão, mistério…”

E a bispa que aparecia na televisão sorrindo e anunciando tudo o que é produto ?

Produtos, políticos, quem pagar aparece em lugares onde o povo é só moeda de barganha.

Cheios de sinceridade no coração, defendem seus líderes sem saber que, longe deles, são verdadeiros lobos.

” Cada um prestará contas da sua vida, eu faço minha obrigação”, dizem.

Obrigação ?

Isso é medo de Deus. Afinal de contas, diante de tamanho descaramento preferir não ver, arrumando justificativas, é ter medo de Deus.

Se acreditássemos que Deus é amor as coisas não seriam assim.

Eles usam o medo, exploram os desejos, alimentam a ganância, prometem o mundo e dizem ” se der certo a responsabilidade é da igreja, se der errado a culpa é sua”.

E o povo acredita.

Usam a liberdade religiosa para não serem molestados, quando descobertos alimentam o ódio dizendo-se perseguidos, capitalizam até o mal.

Para esses homens, tudo é dinheiro e não existe fé.

Fazem o povo acreditar que longe da “igreja” estarão longe de Deus, sem deixar que percebam que Igreja não são templos, mas gente, que “comunhão” não se dá em guetos onde todos pensam igual, mas na sociedade, que “palavra de Deus” não precisa ser um homem dando palavras de motivação em um microfone mas é tudo o que vemos e tudo que é bom.

Como lobos, conduzem as ovelhas para o matadouro, cegando-as e fazendo com que virem seres legalistas, moralistas, idólatras e juizes de todos.

O pastor do merchand é só um exemplo.

Os lobos estão entre os pastores, padres, políticos ou todo o grupo que tem poder de influência sobre uma massa de gente.

E não adianta discutir, provar, falar com coerência.

Vira guerra santa, Jirah !

Olham seus líderes como legitimos representantes do céu, e ai dos que atacam seu alah !

Ai se esse povo não tivesse medo de Deus…

Se aprendessem a questionar…

Se soubessem que pensar não é pecado…

Se não se sentissem tão culpados…

É a consciência baseada no amor e a sensação que, de fato, Deus é bom que nos livra dessa prisão, nos abre os olhos e nos deixa viver, descobrindo que igreja de fato somos nós e “igreja” no máximo uma extensão terapêutica do que, antes, começou no coração.

Que comunhão é como vivo e me relaciono com o mundo e a “comunhão” da igreja uma oportunidade de convivio social e fraterno entre iguais, e só.

Sem medo não seriam presas, em paz, sabendo que “não é por merecimento para que ninguém se glorie”, mas pela graça, sem explicação, sem meritos, sem honras, sem pirotecnias que encontramos a paz.

Simples, só isso.

* Link da matéria comentada : http://noticias.uol.com.br/ooops/ultnot/2008/10/29/ult2548u625.jhtm

Variar o modo de agir.

Padrão

Assim se confundem os outros, especialmente os competidores. Não se deve agir sempre igual, pois a rotina se tornará uma armadilha e as ações serão antecipadas e frustadas.

É mais fácil matar a ave que tem um vôo uniforme que aquela que troca sua trajetória.

Também não se deve usar os mesmos truques, pois a armadilha será descoberta quando repetida.

A malícia espreita a ocasião, é preciso grande sutileza para despistá-la.

O jogador astuto nunca move a peça que seu oponente espera, e menos ainda a que ele deseja.

Baltasar Gracián em A Arte da Prudência

Se eu fosse você.

Padrão

Se eu fosse você, começaria a prestar mais atenção naquele “estalinho do nada”.

Aquele “insight” que de repente vem, e te dá a sensação de que é melhor seguir por alí.

Talvez, seus sentidos estejam tão condicionados, que você nem esteja enxergando o que está tão evidente.

E se você se apequenou tanto a ponto de acreditar que é o que os outros pensam que você é ?

Acho que vale a pena dar ouvidos a intuição. Afinal de contas, ela é a ponte entre seu subconsciente e seu consciente.

Tem reclamado da vida ?

As coisas estão difíceis ?

Acho que pode ser a hora de dar passos mais largos, ignorar limites, fazer de outro jeito.

Mas não sou você, por isso, não me leve a mal.

É só uma dica de um amigo que faria diferente, se eu fosse você.

Quem você pensa que é ?

Padrão

Gosto de prestar atenção nas pessoas e imaginar que ali vai um mundo inteiro.

Em cada um de nós um mundo com suas próprias cores, contrastes, falhas, percepções.

O motorista do carro a frente, a atendente da lanchonete, o segurança do shopping, veterinário do pet shop, garçom do restaurante, dono da empresa, taxista…aquela moça que subiu com você no elevador: se os vê sempre com seus determinados rótulos, saiba ; eles não são o que aparentam.

Se você achava que o zelador do prédio fosse só o Givaldo, mude o jeito de ver as coisas. Nem o Givaldo, o José, Dna Antônia, Fagundes, Coutinho, Padilha, Santos,Medeiros, Lisboa, Loureiro, Takeshi,Mota, Gonçalves: vocês não são o que pensam.

Quem você pensa que é ?

O profissional reconhecido se aposentará, o pai dedicado um dia dependerá dos cuidados do filho, o marido e a esposa apaixonados verão seus corpos envelhecerem, o sábio virará pó, e se o inteligente encontrar o Alzheimer ?

Então, você de fato não é o que pensa ser.

Olhamos para os outros e, ao invés de mundos, vemos o jogador, pedreiro, avô, professor…olhamos no espelho e vemos o quê ?

Se você não é o que vê, e nem o que pensa, o que é de verdade ?

Não espere respostas fáceis. Se fosse assim, essa não seria uma questão filosófica milenar.

Nos reconhecemos como gente e aceitamos a transcendência, sabemos que o corpo morre e continuamos a fazer planos, perdemos gente querida e, depois do choro, voltamos a sorrir, vamos dormir angustiados mas, depois de um tempo, a angustia vai embora inexplicavelmente…Que tipo de mundo somos ?

Quando meu filho nasceu a sensação mais forte que tive foi “aqui algo que nunca vai acabar”.

Envelheço, mudo o rosto, corpo, mas continuo aqui. De quem é a voz que fala conosco e reconhecemos como pensamento ? Porque tenho a clara sensação que sou eterno ? É possivel explicar o profundo sentimento de unidade que temos com tudo, quando entendemos que o que vale são as leis do amor ?

Em cada um de nós um mundo e esse mundo não acaba, então, cuide do seu.

Não são só os barulhos dos carros, tvs, rádios, vozes, músicas…tem som que sai de você. Pare para ouvir.

Não são só as paisagens, as cores, roupas, formas…tem mais do que isso para ver no seu mundo. Pare para ver.

As coisas não são o que te dizem e muito menos o que aparentam ser.

Você sente que nem tudo se encaixa ? Calma, todos sentem.

Cuide de seu mundo. Ouça no silêncio, veja no escuro, inverta a ordem das coisas; se reinvente.

Tem muita gente querendo que você seja igual a maioria e que seu teto seja baixo, então, não aceite.

Resista porque em você existe um mundo.

Não o escritório, o apartamento, faculdade, carro, casa…seu mundo é você, preste atenção: seu mundo é você !

E você não é quem aparece no espelho. Muito menos o soldado, motorista, radialista, pastor, padre, cantor, ator, jornalista, piloto…Você é essa voz sufocada que luta para resistir.

Você é a sensação de eternidade, apesar da morte.

É a fome de justiça e a dor inexplicável.

É a sede do espirito e a saudade do que não conhece.

É a sensação de estar longe de casa e a vontade de ser feliz.

É o acolhimento e o desejo em ser útil.

Você é a paz que não se explica e o medo infundado.

É o sorriso do filho e o beijo de quem ama.

É a luz, escuridão, vazio, cheio, é a caminhada.

Tem um mundo acontecendo agora aí dentro. Um mundo que nunca acaba e que um dia será um só com o seu, no lugar onde todos os mundos se encontram e se transformam em um mundo só.

Cuide se seu mundo.

Ele é tudo o que você tem.